foto de um homem e uma mulher abraçados em video clipe

Afetividade preta é tema de clipe de Thiago Malakai e Mel Duarte

Clipe será lançado na véspera do Dia dos Namorados para falar sobre zelo e amor entre pessoas pretas

O músico Thiago Malakai lança, na sexta-feira (11 de junho) o clipe "Passa Bola" com participação da poeta Mel Duarte.  A música fala, essencialmente, sobre afetividade preta e de como a arte, as vivências e a ancestralidade conectam as pessoas negras e também reforça a importância de corpos pretos se amarem e se reconhecerem em suas potências.

A escolha da data para lançamento da música - véspera do Dia dos Namorados - se dá, justamente, para propor a reflexão sobre a urgência do amor do afeto, mais do que que dá questão material.

Roteirizado por Malakai e produzido pelo próprio músico e Igor Almeida, o clipe traz uma atmosfera de zelo e conexão entre duas pessoas e o encantamento que as elas sentem ao se conectarem, evidenciando sensações até então  adormecidas.

 "Mel e eu sempre nos falamos muito nos bastidores da vida. Um dia, estávamos falando sobre meu trabalho solo e eu disse que esperava um amadurecimento na ideia de ser um 'frontman'. Então ela perguntou se eu já tinha alguma ideia e a partir disso seguimos conectados nesse propósito deste som", diz o artista.

 A música é um R&Blues com influências do soul, afrobeat e do reggae, ritmo que o músico se identifica bastante.

Thiago além de assinar a produção da música também toca bateria e agora com este novo projeto sai de trás dos palcos e vai para frente,  explorando mais suas habilidades.

 Vale destacar que em 2018,  teve sua primeira experiência á frente dos palcos experiência quando lançou o single "Dragões'', um feat com KL Jay, DJ do Grupo Racionais Mcs .

Agora, o músico se prepara para consolidar sua nova fase lançando ainda neste ano três videoclipes e uma série de singles.


O artista

Da zona norte de São Paulo, do bairro Jardim Hebron, Thiago Conceição começou cedo na música, aos onze anos teve seu primeiro contato com a música na igreja em que sua família frequentava, aos doze já tocava numa banda de ritmos afro-brasileiro e aos cartorze anos conheceu o reggae, ritmo que o arrebatou, não só pelo ritmo como também pela mensagem e nesta fase que entra para a banda "Filosofia Reggae",  projeto que possibilitou excursionar pelo Brasil fazendo shows.

Em 2006 entrou para a banda Cativeiro como baterista e também como backing vocal,  Atuou como Sideman com artistas nacionalmente conhecidos entre eles: Edu Ribeiro, Os Travessos, Negra Li, entre outros e gravou com Edu Ribeiro, Edson Gomes, Charlie Brown Jr.  e Filosofia Reggae. 

Ritmo e poesia
A participação da poeta Mel Duarte chega para somar na produção, com uma participação que inclui a gravação da música e também uma participação no videoclipe, que teve direção de Igor Almeida.

Mel Duarte tem mais de uma década de carreira na literatura, com vários livros publicados, vários troféus conquistados através do slam - batalhas de poesia e foi também a primeira mulher negra brasileira a lançar um álbum de spoken, o "Mormaço - entre outras formas de calor". 

Mais sobre seu trabalho pode ser visto em: www.melduartepoesia.com.br

Veja mais novidades aqui