"Remonta" vai promover ciclo de formação técnica em audiovisual

Totalmente gratuito, o projeto inicia suas atividades com o "Seminário Novos Formatos Audiovisuais" em março, na Ufes.

Com uma programação totalmente gratuita e aberta, o REMONTA é um projeto que vai promover uma série de atividades e debates sobre os novos rumos da produção audiovisual brasileiro. Nessa primeira fase do projeto, os seminários e oficinas propostos vão priorizar a formação técnica em áreas estratégicas da cadeia produtiva da área, como fotografia, som direto, edição, iluminação, assistência de direção, roteiro, produção executiva, entre outras,  ministradas por profissionais capacitados e ativos nos mercados de Vitória, São Paulo e Rio de Janeiro.

O principal objetivo do REMONTA é contribuir para a capacitação e a especialização de profissionais e estudantes atuantes no cenário audiovisual capixaba. Com uma equipe formada inteiramente por mulheres, a iniciativa terá atividades direcionadas a mulheres e pessoas transgênero e não-binárias, a partir do desejo e da necessidade de promovermos paridade de gênero nas equipes, bem como em todos os ambientes de circulação, promoção e difusão de conteúdos audiovisuais no Estado.

Segundo dados da Agência Nacional do Cinema (Ancine), o mercado cinematográfico brasileiro é uma indústria protagonizada por homens brancos. A pesquisa tem como base os 142 longas-metragens brasileiros lançados comercialmente em salas de exibição no ano de 2016, dos quais  75,4% tem homens brancos na direção. As mulheres brancas assinam a direção de 19,7% dos filmes, enquanto apenas 2,1% foram dirigidos por homens negros, e nenhum filme em 2016 foi dirigido ou roteirizado por uma mulher negra.

Para Juane Vaillant, produtora audiovisual e uma das idealizadoras do REMONTA, o desenvolvimento de uma produção que abarque a diversidade e a pluralidade de ideias, saberes e pontos de vista é urgente e necessária, e a formação inclusiva é uma ferramenta estratégica para 'remontar' o fazer audiovisual.

"Quanto mais diversidade uma equipe tiver, mas o trabalho vai refletir as questões plurais que temos no nosso cotidiano. O cinema trabalha com o imaginário das pessoas. Filmes produzidos só por homens, brancos, classe média/alta foram a grande maioria por anos, e o resultado foi que muitas pessoas não pertencentes a esse grupo se sentiam inferiores por não responderem a esses padrões. É preciso mudar o discurso na base, para que ele seja visto no resultado final", explica Juane Vaillant.

Novos formatos, novos caminhos

A primeira ação do REMONTA será o "Seminário Novos Formatos Audiovisuais", uma atividade gratuita e aberta para todos os públicos, realizada nos dias 6 e 7 de março. A programação conta com conferências sobre Assistência de Direção, com Carolini Covre (ES), Mixagem para Longas e Séries, com Ariel Henrique (SP), Produção Executiva, com Ursula Dart (ES), Coordenação de Pós-produção, com Tamara Zelazo (RJ), Formatação para Roteiro Técnico, com Gabriela Alves (ES), além de uma mesa de debate com o tema "A produção audiovisual no ES: novos formatos, novos caminhos".

O "Seminário Novos Formatos Audiovisuais" é realizado com o apoio da SECULT-ES com recursos do FUNCULTURA. As inscrições estão abertas por meio do link: bit.ly/2uWuGeS. Vagas limitadas. 

Além do Seminário, o REMONTA já prepara, também para o mês de março um ciclo de oficinas que acontecerão em diversos locais de Vitória e da Serra, como oficinas de interpretação, acústica e som direto, edição de diálogos, iluminação e noções básicas de elétrica e assistência de câmera.

Remontar

O nome do projeto surgiu a partir da necessidade de ressignificar o papel das mulheres dentro das equipes de produção do audiovisual. Uma das primeiras funções das mulheres no cinema foi no processo de montagem, um trabalho que exige muita paciência e técnica, porém, invisibilizado, assim como tantas outras funções feitas por elas. Para mudar esse cenário é preciso voltar ao início e propor uma Remontagem.

Trata-se de uma atividade proposta e realizada inteiramente por mulheres atuantes na área de cinema e audiovisual no Espírito Santo, que conhecem as dificuldades existentes nessa realidade e que atuam para transformá-la.

"Nós queremos criar um espaço de encontro, formação e visibilidade para as trabalhadoras no audiovisual. Durante o processo de formação da equipe do REMONTA, percebemos que muitas de nós estavam pensando iniciativas parecidas e quando descobrimos resolvemos unir forças. Essa necessidade veio muito por conta do incômodo se estar quase sempre em ambientes majoritariamente formados com homens e pela dificuldade de conseguir também ajudar na inserção de novas mulheres no setor", complementa Maria Grijó, uma das organizadoras do REMONTA.

 

Serviço "Seminário Novos Formatos Audiovisuais"

Aberto para todos

Datas: 6 e 7 de março de 2020.
Local: Cine Metrópolis, Ufes. Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória

Programação:

Sexta-feira (6)
10h - Assistência de Direção - Carolini Covre (ES)
13h - Mixagem para Longas e Séries - Ariel Henrique (SP
16h30 - Mesa "A produção Audiovisual no ES: Novos formatos, Novos Caminhos"

Sábado(7)
10h - Formatação para Roteiro Técnico - Gabriela Alves (ES)
13h - Produção Executiva - Ursula Dart (ES)
16h - Coordenação de Pós-produção - Tamara Zelazo (RJ)

Acompanhe nossas redes sociais:
www.instagram.com/remontaaudiovisual
www.facebook.com/remontaaudiovisual