"Cypher" um dos elementos da "Matemática Suprema"

Cypher, a Matemática Suprema de Allah e os/as Fundadores(as) do Hip-Hop. Faz uma roda aqui rapidinho..

“We were beginner’s in the hood as Five Percenters / But something must’ve got in us, ‘cause all of us turned to sinners”

(Nós começamos na quebrada como Cinco Porcentos / mas algo deve ter entrado em nós, pq nos tornamos pecadores)

- AZ na “Life’s a Bitch” do Nas

O Hip-Hop já não é mais o mesmo. Desde que o capital tomou conta, novos elementos como ostentação e drogas foram adicionados. Já outros elementos, como a transmissão de conhecimento nas músicas, praticamente sumiram da Cultura.

O debate da vez é a "Evolução do Hip-Hop". E pra ajudar nessa pauta, resolvi escrever esse post.

Como abertura, citei o trecho de uma letra em que o Rapper AZ faz alusão aos Five Percenters. Pra quem não conhece, essa é a forma de se referir aos membros do Movimento Cultural fundado no Harlem em 1964 conhecido como Five-Percent Nation (Nação dos Cinco Porcento) ou Nation of Gods and Earths (Nação dos Deuses e Terras).

Veremos qual a conexão do Hip-Hop com os Five Percenters e o que eles acrescentaram ao Jogo. É hora de praticar um dos mandamentos da Cultura:

"Each One To Teach One" (Cada Um Ensina Um).

Enquanto escrevo esse texto, um dos Deuses do Hip-Hop se apresenta na cidade prum grupo seleto de pessoas. Não pude ir.

---- Porém ----

Não só já assisti o show como troquei uma ideia com Ele em 2006 ali na garagem do Canecão, Prêmio Hutuz.

Sim, Eeeu estava lá e Ele - de mochila e skate - também.

Lide com isso.

Brincadeira a parte, lembrei mesmo desse encontro justamente pelo fato de o mano ter mudado seu nome de Mos Def para Yasiin Bey, por conta do lance que ele tem com o Islã.

Aliás, a fundação do Hip-Hop tem um lance com a Nação do Islã.

A Five-Percent - Nation of Gods and Earths - foi fundada por Clarence 13X Smith, também conhecido por "Allah, o Pai", depois de se desligar da mesquita Nação do Islã #7, então sob a liderança de Malcolm X.

O nome Five-Percent reflete o conceito de que 85% das pessoas no mundo é constantemente mantida na ignorância pela elite global que compõe 10% da população. Os 5% restantes são as pessoas que conhecem a verdade sobre a existência e estão dispostas a iluminar o restante.

A Nação Gods and Earths ensina que o Povo Preto são as pessoas originais do Planeta Terra e, portanto, são os Pais ("Deuses") e as Mães ("Terras") da Civilização.

Por favor, não chore..

Antes de sair por aí levantando acusações ridículas como ~racismo reverso~, contextualize tendo em mente que o Hip-Hop surgiu como parte da luta do Povo Preto e que abraça Irmãos e Irmãs não-Pretos(as) como membros da Cultura desde sempre.

Usando elementos fundamentais da Nação, como sua "Matemática Suprema" e "Alfabeto Supremo", juntamente com um núcleo da "Sabedoria Suprema" que ele modificou ligeiramente para formar as "120 Lições" ( bit.ly/2lDA0JW ), 13X imprimiu sua própria compreensão do Islã em todo o modo de vida nas ruas de Nova York.

Hoje se fala em "Cypher" no Brasil e eu gostaria muito que as pessoas soubessem que Cipher (em sua origem) é parte da "Matemática Suprema" ( bit.ly/2lEyYhT ) que os Percentistas introduziram no Hip-Hop:

1 - Conhecimento
2 - Sabedoria
3 - Entendimento
4 - Liberdade Cultural
5 - Refinamento do Poder
6 - Equidade
7 - Deus
8 - Destruir para Construir
9 - Nascimento
0 - Cipher

O Cipher representa um Círculo Perfeito. São as áreas da vida onde você tem total controle.

Uma das siglas usadas pelos Percentistas era G.O.D (God Cipher Divine) que pode ser entendida no português como "O Círculo de Deus é Divino". Servia como um lembrete de que, ainda que alguém tenha controle sobre seu próprio Cipher (sua esfera de influência), apenas Deus controla tudo. Isso servia pra afastar um Percentista das armadilhas do ego.

Ainda havia uma prática em que os Percentistas faziam um círculo ao redor de um(a) Irmão/Irmã enquanto ele ou ela compartilhava seus conhecimentos (droppin' knowledge). Precisamente foi esse o formato adotado nas ruas pelos rappers e suas RODAS de rimas. É interessante notar que círculos/rodas são estruturas encontradas em toda parte nas sociedades e manifestações culturais de base Africana. Refletem sua característica colaborativa.

Originalmente não eram competições. Inclusive, uma das regras do Cypher era nunca interromper um rimador enquanto ele demonstrava suas habilidades líricas.

“Rock from Party to party, backyard to yard / I tear it up ya’ll and bless the mic for the Gods…”

(Vim do Partido pra festa, de quintal em quintal / dou um sacode em geral e abençôo o mic em nome dos Deuses)

Rakim “My Melody”

A HipHopWired em um de seus artigos fodas, falou sobre o "The Legends of Hip-Hop: Return of the God MC's", um festival de 2010 encabeçado pelo Rakim e que contou com Brand Nubian, Cappadonna e Masta Killa do Wu-Tang e o herói da cidade Wise Intelligent do Poors Righteous Teachers (PRT).

A revista comenta que o público enfrentou uma forte nevasca pra ir naquele festival em 5 de fevereiro e que "atravessando as barreiras do tempo, se agarrando aos propósitos originais de tais eventos ao longo da história, a medida em que progredia, o show tomou as dimensões espirituais de encontros indígenas onde tradições e crenças eram celebradas e reafirmadas; onde a comunhão com a natureza e o universo eram reforçados."

Pulsando com as vibrações dos Five Percenters, esses alquimistas líricos metamorfosearam os elementos básicos dos ensinamentos da Nation of Gods and Earths na sabedoria dourada de suas composições.

Aliás, alguns dos melhores que já tocaram no microfone foram estudantes, influenciados ou utilizaram elementos dos ensinamentos da Nation of Gods and Earths.

Isso inclui Jay-Z, Nas, Rakim, Busta Rhymes, Wu-Tang, Brand Nubian, Poors Righteous Teachers, Gangstarr, Big Daddy Kane, LL Cool J, Big Pun. Entre as Mulheres, Erykah Badu incluiu ensinamentos Percentistas em sua música vencedora do Grammy "On & On". O trio Digable Planets em sua música também vencedora do Grammy, 'Rebirth of Slick (Cool Like Dat)", fazem alusões ao Five Percent. A lista é enorme!

“The God, send you back to the Earth from which you came.”

(O Deus te manda de volta pra Terra que é de onde tu veio)

- Jay-Z “Jigga My Nigga"

Os Deuses e Terras do Hip-Hop foram tema de diversos livros, desde a autobiografia de Russell Simmons até o estudo da Professora Felicia M. Miyakawa. Só pra se ter uma noção de seu impacto na Cultura.

Mais que impacto, foi a linguagem, o estilo e a consciência dos(as) Percentistas que serviram como uma ponte entre a cultura de gangues (que o sistema maquiavelicamente converteu em guerra) e o Movimento Cultural que deu origem ao Hip-Hop.

Dois dos fundadores, Kool Herc e Afrika Bambaataa estudaram pessoalmente os ensinamentos da Five Percent.

"A teologia Five Percenter, processo de pensamento e, claro, o mais importante, o uso exclusivo da linguagem teve um impacto indelével na música Hip-Hop" relatou o pioneiro do Hip-Hop e anfitrião do Yo! MTV Raps original, Fab Five Freddy.

Foram os Five Percents que popularizaram as expressões "peace", "word is bond" e até a expressão "keep it real".

Entre os Gods & Earths, usar o termo "Sun" (Sol) - cuja pronúncia é igual 'son' (filho) - para se referir aos amigos, não era pra dizer que você os considerava como filhos, mas pra simbolizar o papel Solar (provedor) que um Homem Preto possuía na estrutura de sua Família, junto de sua "Lua" (Esposa) e suas "Estrelas" (Crianças).

“I call my Brother Sun 'cause he shine like one”

(Eu chamo meu Irmão de Sol, pq ele brilha como um)

- Method Man em “Wu-Gambinos”

É realmente muito importante que a Nova Geração e sua busca por avanços aprenda sobre a História do Hip-Hop. É um tema de estudo interessantíssimo que jamais caberia integralmente num simples post.

Fica aí minha humilde contribuição e a sugestão/alerta:

Respeitem o Hip-Hop, o Hip-Hop é foda!

Peace, Gods! Peace, Earths!

Texto por Zaus Kush

Sobre o DNA Urbano

É um site que cria uma interlocução direta com seu público e com projetos culturais da cidade que tenham entre suas atribuições a valorização e o fortalecimento das culturas juvenis urbanas.

As RUAS nas REDES...
Somos Mídia Livre!

Contato

Sugestões, Elogios, Dúvidas e Parcerias:

 

email
(27)999.918.819

Licença de Uso

Todo conteúdo do DNA Urbano é livre para reprodução, seja ela total ou parcial, para fins pessoais, comerciais ou educacionais, desde que citem as devidas fontes (nome do site, seguido do link do conteúdo em questão).

Manter os devidos créditos é também uma forma de incentivar o trabalho dos autores de conteúdo.

Top