Entrevista com o Projeto Boca a Boca

A voz das ruas nas sextas-feiras da Grande Vitória.

Você já ouviu falar do Projeto Boca a Boca? Em suas andanças, nossa colaboradora, Órion Leal, teve a oportunidade de entrevistar o MC Jack da Rua, coordenador do Projeto Boca a Boca. Assim, conseguiu saber um pouquinho mais sobre o funcionamento e a ideia desse projeto de freestyle, que há três anos faz a diferença das sextas-feiras da Região Metropolitana da Grande Vitória. 

Projeto Boca a Boca trabalha através da atuação de, pelo menos, um dos elementos da Cultura Hip Hop: o MC, por meio da modalidade de Freestyle. Mc Jack explicou, confira:

DNA Urbano: Como é a forma de organização do Projeto Boca a Boca?
MC Jack da Rua: O Projeto Boca a Boca funciona de uma forma bem simples. A gente escolhe alguma praça, rua, ou atividade cultural que esteja acontecendo na Grande Vitória e vai lá, com uma caixinha portátil! Juntamos alguns amigos: MC’s, dançarinos, grafiteiros, pichadores, Dj’s e Beatmakers para que, juntos, façam atividades, poesias, rimas, batalhas de Mc’s e troquem uma ideia, além de fazer agendinhas nos cadernos. A gente se reúne toda sexta-feira, em um lugar diferente. Às vezes, escolhemos um local assim: estamos em um local e chega uma pessoa lá e diz: Pow! Têm um lugar que seria bacana de fazer e tal... E aí, conversando com essa pessoa, a gente vai pra essa praça, essa rua ou essa feira, e se reúne. Bem simples mesmo! De uma forma harmoniosa! Nunca esteve acontecendo, que eu lembre, coisas que possam ser ruins. É massa!

DNA Urbano: Qual o público que frequenta o projeto?
MC Jack: Dá diversos públicos, desde crianças, adolescentes, jovens, adultos e idosos. Mas a nossa meta é mais o público jovem. O público jovem é o que mais participa, está firme nas sextas-feiras. E a gente percebe no olhar deles, o interesse e a curiosidade de saber o que está acontecendo. Como uma pessoa consegue fazer uma rima? Como que aquele cara tem aquela habilidade de poder juntar as palavras e fazer uma música? Como que o cara consegue se expressar numa folha de caderno, numa poesia? Aí os jovens se interessam, com um olhar de curiosidade. E, muitas das vezes, com um olhar para apreciar. De apreciador. Apreciando a cultura e a arte que a gente está fazendo ali, naquele momento.

DNA Urbano: Como surgiu o Projeto Boca a Boca e quem faz parte dele?
MC Jack: O Projeto Boca a Boca foi criado na ideia da necessidade que se tinha de ter constantemente Batalha de Mcs, Freestyle e a necessidade de ter um local pra trocar ideia, entre nós mesmos, os amigos! 
Na época, foi o Mc Teco, o Isaque, eu e Ronaldinho. Pensamos: “Pow! A gente poderia fazer um projeto! Onde a gente possa, nós mesmos, entre os amigos, batalhar e treinar!”. Conversamos e aí surgiu a ideia. Até então, o projeto não tinha nome. 
A ideia era fazer de boca a boca mesmo! Um falando com o outro. E se foi espalhando pela rua. “Olha: Vamos nos reunir em tal local, tal dia e tal horário. Aparece lá e espalha essa mensagem”. Cada um ia falando. Um por um. Até que resolvemos. Pow. Vamos colocar Boca a Boca o nome desse projeto? Aí ficou Boca a Boca mesmo! Assim, aconteceu o primeiro, em Maria Ortiz, em 24 de junho de 2011. Desde aí, toda sexta-feira, sem falta, pode estar chovendo ou o que for, pode estar calor... Pode estar caindo um pé de água e pedra de granizo ou neve que a gente está fazendo o projeto. Independente de qualquer coisa. Se eu não me engano, acho que a gente nunca faltou uma sexta-feira. Nós já fizemos o Projeto Boca a Boca aonde ia Eu e Isaque só. Ou Eu e Teco, ou Isaque e outra pessoa. Mas o Boca a Boca estava ali, presente, se fazendo na comunidade, porque a Comunidade abraça.

DNA Urbano: Como é a atual organização do Projeto Boca a Boca?
MC Jack: Hoje em dia, eu estou mais na parte de coordenar os locais e ver onde é que vai ter e se alguém quer fazer alguma parceria, alguma atividade cultural ou algum tipo de palestra ou oficina. Fico mais nessa parte, enquanto o Mc Noventa faz outra parte, de estar com os materiais, divulgando na rua, espalhando pra galera. Hoje, eu e ele estamos mais pelo Boca a Boca, atualmente. Assim fazemos essa ideia. Assim mesmo!

*créditos fotos: DNA Urbano e Projeto Boca a Boca

Para conhecer mais sobre as ações do Projeto Boca a Boca, acesse seu facebook:  http://goo.gl/45jxEM

Sobre o DNA Urbano

É um site que cria uma interlocução direta com seu público e com projetos culturais da cidade que tenham entre suas atribuições a valorização e o fortalecimento das culturas juvenis urbanas.

As RUAS nas REDES...
Somos Mídia Livre!

Contato

Sugestões, Elogios, Dúvidas e Parcerias:

 

email
(27)999.918.819

Licença de Uso

Todo conteúdo do DNA Urbano é livre para reprodução, seja ela total ou parcial, para fins pessoais, comerciais ou educacionais, desde que citem as devidas fontes (nome do site, seguido do link do conteúdo em questão).

Manter os devidos créditos é também uma forma de incentivar o trabalho dos autores de conteúdo.

Top